0

42 profissões promissoras para 2015, segundo os recrutadores

Perfis de nível estratégico lideram o ranking.

Gerente/diretor de planejamento financeiro

Perfil: Formação em administração, economia, engenharia ou ciências contábeis, com pós-graduação na área financeira. Proficiência em inglês (e espanhol, se a posição for para a América Latina) pode ser uma exigência. Também é preciso ter experiência no segmento de atuação da empresa e na área de planejamento financeiro.

Gerente de planejamento tributário

Perfil: Formação em ciências contábeis e direito. Pós-graduação e especialização na área são um diferencial, segundo especialistas. Multinacionais exigem inglês fluente.

Gerente ou diretor de compliance e controles internos

Perfil: Formação em direito é a mais comum. Cursos de administração e finanças, no entanto, também aparecem se a ênfase é em auditoria e controles.

Controller

Perfil: Formação em ciências contábeis, administração ou economia. “A base é contábil com especialização em controladoria ou gestão financeira”. Inglês fluente pode ser um pré-requisito.

Diretor financeiro/CFO

Perfil: Formação em administração, ciências contábeis ou economia, normalmente com MBA na área e inglês fluente. É desejável que o profissional tenha trabalhado numa grande consultoria na área de auditoria de contabilidade e, mais tarde, tenha tido experiência como controller.

CEO para novas empresas de médio porte

Perfil: Formação em economia, finanças ou administração de empresas. É necessário ter experiência na direção de médias empresas em segmentos específicos.

Especialista em turnaround

Perfil: É um executivo com visão estratégica, perfil de liderança e capacidade de executar projetos. “É alguém com capacidade de empreender dentro da organização”.

Advogado especializado em compliance e ética

Perfil: Formação em direito, com boas noções de interpretação legal. Conhecimento sobre o negócio da empresa em questão é essencial.

Advogado tributarista

Perfil: Formação jurídica e contábil, com pós-graduação e/ou cursos de extensão em universidades especializadas. Conhecimento em planejamento tributário é um diferencial.

Advogado trabalhista

Perfil: Formação em direito com educação continuada na área trabalhista na forma de especialização, mestrado ou doutorado. Aperfeiçoamento em relações sindicais é um diferencial.

Advogado especializado em recuperação judicial e de crédito

Perfil: Formação em direito com amplo conhecimento da lei de recuperação judicial. Experiência prévia em processo civil com foco em contencioso bancário é um requisito.

Executivo de governança corporativa

Perfil: Formação em administração, engenharia, economia ou direito. É esperado que tenha especializações e cursos específicos em governança. “Há preferência por profissionais que têm vínculo com o IBGC (Instituto Brasileiro de Governança Corporativa).

Analista, especialista ou gestor de recursos humanos

Perfil: O mais comum é que tenha formação em recursos humanos, psicologia, administração de empresas, engenharia ou economia. Experiência prévia é essencial para gestores.

Coach corporativo

Perfil: “A preferência vai para os profissionais que venham da gestão, com experiência sólida no ambiente empresarial e certificação de entidades nacionais e internacionais renomadas”. Cada segmento acaba contratando executivos experientes que atuaram com sucesso em sua área e agora exercem a função de coach.

Gerente de desenvolvimento de negócios

Perfil: Formação em engenharia, administração de empresas e áreas afins. “É essencial que o profissional desenvolva uma rede de relacionamento com agentes de diferentes níveis em empresas ou instituições”.

Arquiteto de soluções

Perfil: Formação na área de tecnologia, com experiência técnica prévia. É fundamental ter visão ampla de negócios e conhecer bem o portfólio de serviços da empresa.

Arquiteto corporativo

Perfil: Formação em tecnologia, com pós-graduação ou MBA em negócios. É fundamental ter conhecimento das metodologias SOA, TOGAF, ITIL, COBIT e BPMN.

Executivo ou gerente de projetos

Perfil: ter certificação para gerentes de projetos (PMP) é característica de quem se destaca. Profissionais com profundo conhecimento do negócio e experiência na gestão de projetos complexos são os mais disputados.

Executivo de vendas/ gerente/ diretor comercial

Perfil: a experiência é o grande diferencial nesta carreira. As áreas de vendas estão cada vez mais especializadas. “São especialistas, não há vez para generalistas. Se o executivo for de telecomunicações, por exemplo, a tendência é que ele atue na área de vendas de telecomunicações”.

Gerente de compras

Perfil: Formação em economia, finanças ou administração de empresas. Experiência na área e habilidade na gestão de clientes internos e fornecedores precisam fazer parte do currículo.

Gerente de logística

Perfil: Formação pode ser em engenharia, administração, economia, com pós-graduação em logística. “É importante ter idiomas e ter trabalhado com pessoas do chão de fábrica. Resiliência é outro ponto fundamental, já que lida com muitas variáveis”.

Executivo na área de supply chain

Perfil: Formação em engenharia é a mais destacada, mas também há administradores na área. Pós-graduação e experiência em cadeia de suprimentos são desejáveis.

Gerente de riscos

Perfil: Formação em administração, economia, ciências contábeis ou tecnologia da informação. Conhecimento técnico de SOX é essencial, assim como experiência prévia em riscos, ou auditoria interna, controles internos, compliance e governança corporativa.

Gerente ou diretor de produção (operação)

Perfil: Formação em engenharia, com experiência em manufatura, se essa for a área foco. Diretores de operações geralmente têm MBA executivo no currículo.

Gerente de obras industriais

Perfil: Formação em engenharia civil. É preciso ter experiência na gestão de equipes e acompanhamento de obras industriais.

Engenheiro de óleo e gás e construção naval

Perfil: Formação em engenharia, com especializações pertinentes à área de atuação. Inglês fluente é necessário.

Engenheiro de instalação

Perfil: Formação em engenharia (mecânica, elétrica, eletrônica ou naval), com experiência prática em atividades que se relacionam com ROV, Survey, Movimentação de Cargas em regime offshore, etc.

Gerente de embarcações/operações

Perfil: Formação como oficial de náutica ou de máquinas, ou mesmo engenharia mecânica com bons conhecimentos de equipamentos de praça de máquinas.

Engenheiro de recursos eólicos

Perfil: normalmente, a formação é em engenharia ou física. “Profissionais com conhecimento no setor de energias renováveis são bem-vindos”.

Diretor de engenharia e produção

Perfil: formação em engenharia é mais comum. A habilitação específica depende da empresa em que atua. É preciso ter experiência na área de produção e vivência em “chão de fábrica”. “Um grande diferencial é ter idiomas para ajudar a trazer novidades tecnológicas internacionais para dentro da empresa”.

Gerente de TI

Perfil: Graduação universitária ou tecnóloga em cursos ligados a tecnologia da informação, como ciências da computação. Precisa ser um generalista. Inglês costuma ser uma exigência de multinacionais. Habilidades de comunicação, experiência consolidada e visão de negócio são fatores que fazem o gerente de TI se destacar.

Desenvolvedor móbile

Perfil: Formação em tecnologia, com profunda experiência em desenvolvimento em linguagens como C, Java, J2EE, C++ e frameworks. Domínio de inglês pode ser uma exigência.

Cientista de dados/ engenheiro de big data

Perfil: Formação em matemática, estatística ou engenharia da computação com mestrado em matemática aplicada ou computação distribuída. É comum ter doutorado e PhD na área de exatas. “Os mais procurados são os engenheiros de big data que têm experiência com bancos de dados e business intelligence (BI)”.

Arquiteto de computação em nuvem

Perfil: Formação em cursos da área de tecnologia da informação, sobretudo aqueles voltados para redes de computadores. É pré-requisito ter experiência em arquitetura de redes de computadores, bem como cursos de especialização e certificações na área.

Especialista em governança de computação em nuvem

Perfil: “É preciso ter experiência profissional em governança e dominar metodologias já consagradas, como ITIL, CobiT, entre outras”. Universidades vêm oferecendo formação para governança da tecnologia da informação, o que dá uma excelente base.

Profissional de mídias sociais

Perfil: Formação em marketing ou comunicação, somada a experiência em ambiente digital e visão estratégica.

Profissional de marketing digital

Perfil: Formação acadêmica específica não costuma ser exigida, mas cursos na área digital são desejáveis. Profissionais com bom conhecimento de mercado online e digital e experiência corporativa são mais buscados. Inglês avançado ou fluente é necessário em grande parte das posições.

Gerente ou diretor de marketing, branding e inovação

Perfil: Formação em economia, finanças ou administração de empresas, com experiência específica na área.

Profissional de marketing na área de consumo & insights de mercado

Perfil: a formação acadêmica importa menos do que o senso analítico e a facilidade para construir estratégias. É preciso saber como usar o entendimento do mercado e do consumidor para direcionar as ações da empresa.

Especialista em PDPs (política de desenvolvimento produtivo)

Perfil: Formação superior em áreas da saúde ou administrativa. Bastante experiência em gestão de negócios, manufatura e amplo conhecimento dos processos do Ministério da Saúde são requisitos da profissão.

Médico para indústria farmacêutica

Perfil: Médico com residência em áreas que estejam alinhadas aos produtos produzidos pelas indústrias farmacêuticas. “É necessário ter a disposição e a aptidão para fazer a transição de uma carreira de profissional liberal para um ambiente executivo e hierarquizado”.

Profissional de acesso para indústria farmacêutica

Perfil: Formação superior em áreas da saúde ou administrativa. Experiência prévia no mercado farmacêutico e conhecimento dos processos do Ministério da Saúde, secretarias de saúde e planos de saúde são requisitos para o cargo.

Texto originalmente publicado na Revista Exame em 11/12/2014. Leia o artigo completo em exame.abril.com.br

Be Sociable, Share!